Pesquisando...
sábado, 17 de janeiro de 2015

Investigadores da Universidade de Cambrigde, em Inglaterra, criaram um avião híbrido, movido a combustível fóssil e eletricidade, que é capaz de recarregar as próprias baterias em pleno voo.

O avião tem um sistema de propulsão no qual um motor movido a energia elétrica trabalha juntamente com um motor comum, a querosene. Segundo engenheiros da universidade, o avião usa 30% menos combustível que modelos similares, que possuem apenas motores comuns.

“Apesar de carros híbridos existirem há mais de uma década, o que estava impedindo o desenvolvimento de aviões híbridos era justamente a tecnologia das baterias”, disse o investigador e líder do projeto, Paul Robertson.

O teste do avião híbrido foi realizado no início de janeiro, na Inglaterra, com sucesso. O modelo é baseado num avião comercial com um lugar e foi desenhado pelos engenheiros de Cambridge com apoio financeiro da fabricante norte-americana Boeing.

A ideia de criar um avião que dependa menos de combustível fóssil faz parte de pesquisas recentes de empresas de aviação para diminuir as emissões de carbono na atmosfera. A indústria da aviação é responsável por 2% das emissões e a Iata firmou o compromisso de estabilizar as emissões de carbono até 2020.

Pedro Curvelo

0 comentários:

Postar um comentário