Pesquisando...
quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Nos últimos 12 meses, o percentual de brasileiros que vêm lançando mão do leasing importação na hora de adquirir uma aeronave cresceu 15%. O levantamento foi feito pela Timbro Trading, comparando os negócios feitos de julho de 2013 a julho de 2014 com os 12 meses anteriores. A maior vantagem está na dívida em reais, o cliente escolhe o produto fora do Brasil e pode aproveitar de benefícios fiscais e realizar operação de longo prazo sem ficar exposto aos riscos da variação cambial. Alguns bancos brasileiros já operam nesta modalidade e envolvem uma empresa de trading no serviço de importação, facilitando o processo para o cliente e para o banco. Em média, os contratos de leasing importação para aeronaves são de cinco anos.


Para Marcelo Almeida, diretor da Timbro Trading, o uso do leasing importação vem crescendo porque quem compra não precisa colocar recursos em nenhuma fase do processo, tudo é custeado pela trading, e ainda todas as despesas e custos podem ser incorporados ao valor do financiamento. “O ganho de escala e expertise para o cliente, assim com os benefícios fiscais levam ao barateamento do custo do produto”, explica o executivo. Segundo ele, alguns produtos no leasing importação possuem alíquotas de ICMS menores do que as pagas pelo cliente quando ele faz importação por conta própria.

0 comentários:

Postar um comentário