Pesquisando...
quarta-feira, 27 de novembro de 2013



Líder no mercado de motores aeronáuticos, a marca britânica de automóveis de luxo, a Rolls-Royce, pretende testar tecnologias de impressão 3D para produzir peças para seus motores a jato. Segundo informação do Financial Times, a medida da empresa inglesa servirá para agilizar a produção de componentes e fazer peças mais leves para os motores. Mesmo assim, segundo Henner Wapenhans, líder de tecnologia da empresa, o uso de impressão 3D abre novas possibilidades de design. “Com este processo, não ficamos limitados ao uso de ferramentas para a criação de formas. Podemos criar peças com qualquer design que quisermos", afirmou o executivo. Para ele, uma das grandes vantagens é o tempo em que um novo componente pode sair da linha de design para a produção final. No modelo tradicional, entre a criação de formas e ferramentas, o processo pode durar até 18 meses. No caso da impressão 3D, o tempo seria bastante inferior.

0 comentários:

Postar um comentário