Pesquisando...
quarta-feira, 16 de outubro de 2013



A Universidade Federal de Minas Gerais quer quebrar recordes da indústria aeronáutica. O objetivo é chegar a 575 km/h em um avião movido a hélice da categoria FAI C1a. A estrutura é 100% feita em fibra de carbono e, segundo o professor Paulo Iscolo, um dos líderes da iniciativa do Centro de Estudos Aeronáuticos da UFMG, é o primeiro avião deste tipo projetado e produzido no Brasil. Para isso, foram usados softwares de comando numérico da Solidworks, do grupo francês Dassault Systèmes. “O uso da Solidworks foi fundamental na modelagem e construção do projeto em 3D, além da integração de sistemas e redução de custos. Consigo o mínimo de desperdício de material, para não dizer zero”, explica Iscolo. Os sistemas também permitiram análise estrutural de componentes mecânicos, simulação do sistema de refrigeração do motor e simulação de dinâmica e análise estrutural integradas de componentes do motor. Depois de 3 anos, a aeronave deve estar pronta no fim desde ano e os primeiros voos devem ser realizados em janeiro.

0 comentários:

Postar um comentário